Evolução da logo, de 1982 à 2017

Por Paula Toledo

13/11/2018  12h42

     Em 28 de abril de 1980 a professora Leda de Bittencourt Bandeira fundou o Movimento Religioso Pastoral da Oração de Viçosa, com o intuito de treinar técnicas de oração mais reflexiva e profunda para conscientizar a respeito dos deveres de justiça e caridade pregados pelo Cristianismo. 

   Em seus dois primeiros anos vários elementos da Pastoral da Oração de Viçosa cobravam da coordenação um planejamento de ação apostólica direta junto aos mais necessitados. Leda, então, com base no princípio de que as coisas devem surgir das necessidades e aspirações da Comunidade e não lhe serem impostas, sentindo seu grupo entrosado e comprometido com a causa cristã, propôs uma organização que se constituiria em setor religioso e setores de ação assistencial e promocional.

Imagens do histórico da APOV e fotos da FAPOV e APOV. 

Imagens do histórico da APOV e fotos da FAPOV e APOV. Fonte: arquivo da APOV.

  

    Em 19 de maio de 1982 a Pastoral da Oração de Viçosa, passou a chamar-se Fundação Assistencial e Promocional da Pastoral da Oração de Viçosa (FAPOV), com sede em Nova Viçosa. O nome proposto por Leda permaneceu,pois foi ele que deu origem à instituição e para que ficasse vivo na alma dos Fapovianos a lembrança de que a oração é vida e não apenas exercício de reflexão momentâneo, desvinculado da realidade.    

Fonte: arquivo da APOV

  

    Em 6 de agosto de  de 1990 a FAPOV torna-se Associação Assistencial e Promocional da Pastoral da Oração de Viçosa-APOV, e passa a ser registrada oficialmente, tendo caráter assistencial, promocional, educativo, cultural e religioso com finalidade específica de prestar serviços assistenciais e promocionais, incluindo atividades relacionadas a todos os seus setores: Habitação e Saneamento; Higiene e Saúde; Nutrição e Alimentação; Administração do Lar; Orientação Profissional Masculina e Feminina; Orientação Educacional; Esporte, Lazer e Grupos Jovens e setor de Formação Religiosa.  

     Desde o ano de 2003, com o falecimento de Leda, a APOV passou a ser administrada pela Fraternidade Pequena Via, uma nova comunidade da igreja católica, que tem o chamado do Bom Deus para viver uma obra de evangelização e espiritualidade cristã,  segundo o carisma da Pequena Via de Santa Teresinha do Menino Jesus

   

   Já por mais de 37 anos, a APOV vem prestando serviços às comunidades Nova Viçosa e Posses com a participação efetiva de voluntários, de parceiros, patrocinadores e doadores, além de universitários e profissionais de diversas áreas. Nossas atividades e projetos são financiados por meio de convênios firmados com órgãos públicos e privados e, principalmente, pessoas físicas, carinhosamente chamadas de benfeitores.

“Formar indivíduos capazes ao exercício da cidadania com princípios de liberdade, igualdade, solidariedade, democracia, justiça social, responsabilidade, sustentabilidade e fé.”

 

VISÃO

27/07/2018  15h36

    Nascida em 27 de março de 1936, na cidade de Coimbra, em Minas Gerais, Leda de Bittencourt Bandeira, filha de Milton Bandeira e Zilda de Bittencourt Bandeira, desde os 7 anos morou em Viçosa. 

   Leda cursou o primário na escola particular de Dona Argina Silvino. Os 1º e 2º graus cursou na Escola Normal Nossa Senhora do Carmo. Iniciou sua carreira como educadora lecionando na Escola Ministro Edmundo Lins. Fez pedagogia na PUC do Rio de Janeiro, mestrado na UFMG, em Belo Horizonte e passou para concurso na UFMG e na UFV, sendo convidada a lecionar na UnB, em Brasília.

  De 1957 a 1969 Leda fez parte da Congregação Carmelita da Divina Providência, mantendo com ela forte relação de amizade mesmo após sua saída. Devota de Santa Teresinha, tinha o coração nobre e personalidade única, com grandes ideais. Após retornar para Viçosa, em 1982 criou a APOV pondo em prática o que seu espírito profundamente religioso construiu durante sua vida, promovendo, acima de tudo, dignidade humana aos mais abastados. Desenvolveu projetos que priorizavam as crianças em situação de risco. Conseguia grande ajuda de voluntários da UFV e da comunidade viçosense para atender centenas de pessoas, por meio de  educação infantil, treinamento de lideranças, campeonatos esportivos, lazer, festas folclóricas, coral e violão, afoxé, teatro, dança, tricô, crochê, corte e costura; aulas de reforço do Ensino Fundamental e Médio, alfabetização de adultos em 3 turnos, formação cultural, moral e cívica; catequese e cursos bíblicos; treinamento de agentes de saúde e atendimento em um pequeno posto, encaminhamentos e visitas a enfermos em domicílio, prevenção às drogas; fabricação caseira de salgados, doces, quitandas e gelados para consumo e repasse; além de aulas de computação, fotografia e filmagem.

    Sobre esse trabalho Leda afirmou que "a APOV faz um trabalho pioneiro, atraindo para esta comunidade carente a atenção das autoridades com o que se registraram significativas melhorias para os moradores, começando pela criação da Associação do Bairro".

   

Leda de Bittencourt Bandeira

    Leda era organizada, dedicada, dinâmica, corajosa, entusiasmada e simples. Foi poetisa, escritora, teóloga e professora de História da Educação, que integrou os quadros da Academia de Letras de Viçosa e muito contribuiu para o enriquecimento da literatura religiosa e infantil. 

   Ela criou, consolidou e ampliou a APOV, conseguiu o apoio de grande contingente de voluntários e parceiros e preparou pessoas para atuarem na obra que foi crescendo e, hoje, tornou-se uma instituição de referência em educação, que valoriza o ser e busca desenvolvê-lo de forma integral, promovendo a dimensão espiritual, tendo o amor ao próximo como base de tudo. São frutos de uma sementinha semeada pela visionária Leda Bandeira.

    Faleceu no dia 02 de janeiro, de 2003. Coincidentemente, a data em que se comemora o nascimento de Santa Teresinha, 02 de janeiro de 1873. Sem dúvidas, olha por sua obra ao lado da querida Santinha, nos céus.

 

Fontes:

RANGEL, José Mário da Silva. Profa Leda de Bittencourt Bandeira – fundadora da Apov. 27/11/2008. Disponível em:  http://www.rccvicosa.com/professora-leda-de-bittencourt-bandeira-a-sublime-fundadora-da-apov/.

http://www.catolicanet.com/?system=news&action=read&id=21538&eid=142.

Cidadã 99%. TRIBUNA LIVRE- Viçosa, 20 de novembro de 1993, pg. 4.

    A Fraternidade Pequena Via é uma nova comunidade da Igreja Católica, com sede em Viçosa MG, constituída por irmãos com vínculos de Vida, de Aliança e de Afinidade Espiritual. 

     Foi fundada em 1999 por Pe. Paulo Vicente Ribeiro Nobre, presbítero da Arquidiocese de Mariana, e por alguns leigos, casados e solteiros, que sentiram o chamado de Deus para iniciar, em Viçosa, uma obra de evangelização e de cultivo da vida comunitária e da espiritualidade cristã.

     O primeiro impulso divino para a criação da obra se deu quando foi oferecida ao grupo de fundadores a oportunidade de assumir a condução de uma obra social localizada no bairro Nova Viçosa, a APOV, vinculando-se, assim, a oração à realidade da comunidade, sempre baseando-se nos pilares da humildade, abandono em Deus, confiança e amor, praticando pequenos gestos de amor aos irmãos e vivendo o ordinário de forma extraordinária.

     

    Por influência do Sr. Alfredo, missionário italiano que atuava na Arquidiocese de Mariana, com a finalidade de propagar a espiritualidade e o carisma de Santa Teresinha, e por causa do legado carmelitano deixado pela fundadora da APOV, Leda Bandeira, a Fraternidade assumiu o nome e o carisma da Pequena Via de Santa Teresinha do Menino Jesus.

        Com o falecimento de sua fundadora, no dia 2 de janeiro de 2003, a APOV passou a ser conduzida pela Fraternidade Pequena Via, somando-se aos esforços dos fiéis e perseverantes Apovianos, tão carinhosamente educados por Leda Bandeira. 

Fontes: 

https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:JwiZS9xE2FoJ:https://www.flickr.com/people/fraternidadepequenavia/+&cd=5&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

http://arquivo.ufv.br/dad/projetocaptar/index_arquivos/Page871.htm

Foto: Celebração dos 35 anos de APOV e dos vínculos da Fraternidade Pequena Via, em 01 de outubro de 2017, na Igreja Nossa Senhora de Fátima, Sagrada Família, Viçosa-MG.

Fonte: Claudio Paulon de Carvalho

CNPJ: 26.121.087/0001-49

Reconhecimento pelos Conselhos de Assistência Social a nível municipal (CMAS - Registro: 001/98),

estadual (SEDESE – Registro: 0.003.701) e federal (CNAS – Registro: 265-06/08/1990)

© 2018

 por APOV.